Sicredi disponibiliza R$ 22,9 bilhões para Plano Safra 2020/2021

Expectativa é realizar aproximadamente 227 mil operações de fomento ao agronegócio no novo ciclo agropecuário

Para reforçar sua forte atuação junto ao agronegócio brasileiro, consolidando a posição entre os principais financiadores do setor, o Sicredi irá disponibilizar mais de R$ 22,9 bilhões em crédito rural no Plano Safra 2020/2021, o que representa um aumento de 10% em relação ao ano-safra anterior. A projeção é que os recursos sejam disponibilizados para aproximadamente 227 mil operações. 

Desse total, a expectativa da instituição financeira cooperativa, que reúne mais de 4,5 milhões de associados em 22 estados, é disponibilizar R$ 10,4 bilhões para operações de custeio, comercialização, industrialização e investimento, R$ 5,2 bilhões via Pronamp (Programa Nacional de Apoio ao Médio Produtor Rural) e R$ 4,3 bilhões via Pronaf (Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar), além de R$ 3 bilhões com recursos direcionados, oriundos do BNDES (Banco Nacional do Desenvolvimento Econômico e Social).

“A força do Agro a gente carrega desde que nasceu e por isso, nós da Sicredi Pampa Gaúcho, atuamos em toda cadeia do agronegócio, desde a agricultura familiar, o médio até o grande produtor rural”, destaca Marcos Carlotto Braga, gerente da agência Sicredi de Itaqui.  

A Sicredi Pampa Gaúcho já está recebendo as propostas de financiamento para o Plano Safra 2020/2021 nas linhas de custeio, investimento, comercialização e industrialização, que vai até junho do próximo ano. Munido de todas essas informações, o associado poderá procurar a sua agência para dar andamento à proposta e demais procedimentos para aprovação e liberação do crédito ou entrar em contato com a agência através do telefone (55) 3433 2141.

Ainda, o gerente Marcos Braga afirma: “o associado pode contar com a parceria e as soluções do Sicredi para obter financiamentos para o seu empreendimento no campo, nós estamos preparados para ofertar as melhores condições para o Plano Safra 2020/21”, conclui.